segunda-feira, 10 de novembro de 2008

TAÇA DE PORTUGAL

Boavista (2ª Liga)0 - VITÓRIA S.C. 2
Vitória difícil ante um adversário fácil
Estádio do Bessa: só 2.500 espectadores






Depois de ter eliminado o U. de Lamas na eliminatória anterior em casa por 4 – 2, o Vitória foi agora ao Bessa eliminar o Boavista por 0 – 2.
Foi difícil, mas o importante foi ter passado para a eliminatória seguinte.
O Vitória foi durante a primeira parte uma equipa sem ideias e sem conseguir chegar com perigo á baliza do Boavista, a dada altura mais pareciam duas equipas da mesma liga.
Na segunda parte melhorou muito, mas ainda assim sem convencer, afinal o Boavista é uma equipa de um escalão inferior, e uma sombra escura don que já foi. Não tem fio de jogo, não tem ritmo nem jogadores que possam desequilibrar.
Depois do primeiro golo o Vitória falhou uma mão cheia de oportunidades e podia ter aumentado a vantagem.

Positivo:
- Adeptos do Vitória em bom número no Bessa.
- João Alves, pela regularidade e pelos remates que desferiu á baliza contrária, merecia marcar um golo.
- Douglas, pelo sentido constante de oportunidade e pela postura em campo. Perto do final quase que marcava um golo bonito e merecido.
Gregory , pelo golo que abriu o marcador.
Roberto, fez a jogada do 2º golo é um jogador que tem sentido de oportunidade.

Negativo:
- Um estádio com capacidade para 30.000 pessoas mas quase vazio. Dá pena. Onde andam os seguidores deste clube que se dizem de 4º grande?
- Não se percebeu que Manuel Cajuda tenha retirado Andrézinho quando este estava a ser um verdadeiro guerreiro em campo. Fajardo que estava a ser um jogador sem rumo e sem objectivos continuou. Não se compreende senhor treinador.

2 comentários:

António Matoso disse...

Negativo - Adeptos do Boavista. Eles nunca foram muitos, agora são meia dúzia.
Cajuda - Já tinha errado quando tirou João Alves, quando este estava a ser um dos melhores em campo, agora foi Andrézinho, tal como João Alves, fez um remate perigoso á baliza e o Cajuda não gostou. Irra!
Ser´+a que o nosso treinador não gosta que os seus jogadores rematem á baliza?

Anónimo disse...

o Cajuda não é teimoso pá, o Cajuda chega a ser burro.
(Palavras dele).